O SILÊNCIO FALA E TRANSFORMA



A mente cansada mergulha,
No mais profundo silêncio...
Olha, que maravilha!
Ouço bater o coração do universo,
O pulsar das criaturas...
O ruflar das asas dos anjos.
Não perdi totalmente a inocência...
Alegro-me imensamente,
Por aprender com contos e estórias,
Lições simples e ingênuas,
Agora arquivadas na memória.
Eis que a chama da esperança renasce,
A mente mais leve,
A fé intensifica.
Renovada levanto-me,
A peregrinação nesse mundo segue,
Torna-se suportável,
Sai o espinho e a flor aparece.

Nativa