UM ANJINHO NO CAMPO (INFANTIL)






Numa bela campina distante,
No alto da pedra uma humilde capelinha,
Uma linda pastagem de ovelhas e gados,
No meio do pasto um riacho transparente se via.

Viam-se as pedras e areias no fundo da água,
Ali se sentava um menino lindo de cabelos cacheados,
Com um vasilhame pegava água e dava ao carneirinho,
Passava horas naquele riacho, era o seu trabalhinho.

Pegava libélula e soltava,
Imitava o canto dos passarinhos,
Os animais ficavam por perto,
Sorria para todos e falava mansinho.

Pareciam que tudo entendiam,
O que fazia aquele menino,
Ele era um pastorzinho que cuidava do rebanho,
Sentia-se responsável por todos os bichinhos.

Cedo levantava e saía pela estrada,
Cantava e saltava com muita alegria,
De longe os animais já viam e iam ao encontro,
Cumprimentava todos com carinho e sorria.

Conhecia todos os ninhos de passarinhos,
Preocupava-se em dar de beber aos carneirinhos,
Tinha olhar atento para todos os animais,
Só havia amor e ternura naquele coração de menino.